sábado, 5 de setembro de 2009

Expresso - "caso TVI"

Marcelo Rebelo de Sousa culpa administração da TVI e Sócrates.

O comentador político comparou o caso do afastamento de Manuela Moura Guedes com o que se passou consigo em 2004, ao sair da TVI: "Aquilo que me sucedeu - e que foi uma insensatez - foi repetido em maior".

Marcelo Rebelo de Sousa, comentador político social-democrata, culpou ontem tanto o primeiro-ministro como a própria administração da TVI pela suspensão do "Jornal Nacional" de sexta-feira, apresentado pela jornalista Manuela Moura Guedes, considerando o caso um "erro".

Ao considerar que a Prisa "saltou por cima da direcção", Marcelo Rebelo de Sousa disse que a decisão foi um "erro". "Para servir o poder político e o Governo, [a Prisa] arranjou um sarilho para a própria TVI", disse aos jornalistas.

Marcelo Rebelo de Sousa não poupou também o primeiro-ministro José Sócrates. "O primeiro-ministro bem pode dizer que não teve interferência neste momento mas a interferência foi feita quando, no congresso do PS, elegeu Manuela Moura Guedes e José Manuel Fernandes [director do Público] como adversários principais", sublinhou. "A partir desse momento, deveria ter percebido que tudo o que acontecesse a qualquer um dos dois caía em cima dele", acrescentou, defendendo que foi nesse momento que José Sócrates "cometeu o pecado capital".

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, "é um caso que penaliza o poder", uma vez que sobretudo numa altura próxima das eleições, a "liberdade de informação foi claramente questionada".
O comendador político do PSD comparou o caso com o que sucedeu consigo em 2004, ao sair da TVI . "Aquilo que me sucedeu - e que foi uma insensatez - foi repetido em maior", disse.

Marcelo Rebelo de Sousa falava à margem da apresentação do candidato do PSD à Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos, o actual presidente Carlos Lourenço.

A direcção de informação da TVI demitiu-se na quinta-feira, depois da administração da estação ter decidido suspender o "Jornal Nacional" de sexta-feira, apresentado pela jornalista Manuela Moura Guedes.

http://aeiou.expresso.pt/marcelo-rebelo-de-sousa-culpa-administracao-da-tvi-e-socrates=f534105


Cavaco espera que liberdade de informação não seja posta em causa

"A liberdade de expressão e de informação foi um bem precioso que conquistámos no 25 de Abril e que todos os portugueses desejam que seja preservado", afirmou o Presidente da República.

O Presidente da República disse hoje esperar que a liberdade de expressão e informação conquistada no 25 de Abril não esteja a ser posta em causa com o caso da TVI.

Questionado hoje pelos jornalistas sobre o 'caso' TVI e as proporções políticas que está a tomar, o Presidente da República recordou que liberdade de expressão e informação foi um bem conquistado há mais de 30 anos. "A liberdade de expressão e de informação foi um bem precioso que conquistámos no 25 de Abril e que todos os portugueses desejam que seja preservado", sublinhou. Interrogado se pensa que esse bem está a ser posto em causa, o Chefe de Estado respondeu: "eu espero que não, eu espero que não".

Cavaco Silva reiterou ainda que "no tempo pré-eleitoral que vivemos" pensa não dever acrescentar mais nada.

O Presidente da República escusou ainda responder se admite receber a direcção de informação demissionária da TVI caso esta solicite uma audiência. "Não ia agora aqui anunciar aos senhores o que é que iria fazer ou não fazer", declarou Cavaco Silva, que falava aos jornalistas à saída da cerimónia de entrega do Prémio António Champalimaud de Visão 2009, que decorreu nos claustros do Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa.

http://aeiou.expresso.pt/cavaco-espera-que-liberdade-de-informacao-nao-seja-posta-em-causa=f534053




Eu só espero que as pessoas vejam que o que realmente se passa aqui é grave, é censura, é inconstitucional e é um abuso de poder. Os culpados... São óbvios.

1 Things you have to say about it:

Liano DriMi disse...

s eu disser q tás errada e q quero que mudes já imediatamente a tua postura, tu mandas-m pentear macacos...agr não tires conclusões directas sobre o q t digo...lê nas entrelinhas...para mim continua a ser um espaço dado ao comentário e não um jornal...cada um sabe o q pensa...e cada um manda em sua casa...não defendo ninguém. apenas defendo o q penso q é o "código deontológico do jornalismo". detesto q o violem e por isso o director de programas da tvi esteve bem...

tanto Manuela Moura Guedes como o PSD perdem facilmente hipóteses, ora d derrotar Sócrates e assim obter a devida(ou não) vingança pessoal no caso de Manuela, ora de ter uma vitória demolidora nas próximas eleições no caso do PSD. apostar em candidatos falidos só revela falta d poder d renovação. lamento desapontar-t, mas eu votaria quase d certeza no PSD s o candidato fosse alguém com ideias e projectos e sem erros de passado q tenciona não corrigir. contudo digo q ng faria melhor q o governo último perante a conjugação de factos. a falta d capacidade de sacrifício e a habituação d alguns é q deixa o país como está. o meu voto está sem decisão, ms a inclinação será para não votar nem PS(há algumas medidas q não m agradam), nem PSD(simplesmente não tem medidas...), nem CDS(voltariamos ao msm...), nem CDU, nem Bloco(estes dois à esquerda demais).